Notícia publicada segunda-feira, 22 de setembro de 2014

O primeiro impacto que temos ao ver o disco é a capa, que sai dos padrões que o NervoChaos apresentou anteriormente. Qual foi a ideia por trás desta arte?

Edu: Na verdade essa foi a nossa ideia desde o inicio das composições deste novo trabalho. Queríamos evoluir como banda mas sem perder a nossa identidade ou proposta. Pela primeira vez na historia da banda, tivemos a participação de um produtor, envolvido no processo todo e acho que isso foi muito positivo e funcionou muito bem para o que estávamos querendo. Musicalmente e liricamente também conseguimos evoluir no meu ponto de vista. Por isso, queríamos uma capa que representasse tudo isso e procuramos o Marco Donida. Adoramos o estilo dele e ele conseguiu captar perfeitamente o conceito do disco, das nossas ideias e criou essa arte fudida! Queríamos algo diferente de tudo que já havíamos feito e acertamos.

Sentimos também uma banda ainda mais consistente. Você acha que manter a mesma formação por dois discos seguidos foi essencial?

Edu: Com certeza foi essencial e algo inédito na nossa carreira ate então. Mais uma vez, reforca o que falei acima, queríamos dar um passo a frente e acredito que estamos sendo bem sucedidos nesta tarefa. O entrosamento adquirido com uma formação estável e com a quantidade de shows que temos feito, certamente mostra uma banda mais madura e conseguimos evoluir mais solidamente como um todo.

Leia a entrevista completa:
http://whiplash.net/materias/entrevistas/210372-nervochaos.html

Contato para shows e mercandise: nervo666@hotmail.com

Sites Relacionados:
www.facebook.com/NervoChaos
www.metalmedia.com.br/nervochaos