Notícia publicada quinta-feira, 24 de abril de 2014

Desde o anúncio do lançamento de ‘EZ Life DV8’, primeiro álbum do  TELLUS TERROR, que o termo ‘Mixed Metal Styles’ tem sido utilizado.

Afinal, o que significa o tal MMS?

O vocalista Felipe Borges explica:

“M.M.S. Significa Mixed Metal Styles (Estilos misturados de Metal). É um estilo que ‘criamos’ para viabilizar a liberdade de compor e criar música dentro do estilo que mais amamos como pessoas e músicos, o Metal no geral. Com a criação deste estilo, estou livre para cantar com vários estilos de voz diferentes, e com isso mergulhar de cabeça no som que podemos fazer com o Tellus Terror. O instrumental, por sua vez, tem total liberdade de criar as mais diversas melodias e arranjos, onde realmente, como um todo, podemos nos dedicar mais amplamente para fazer música para as pessoas. Acreditem, nós dedicamos muito do nosso tempo apenas para fazer música para as pessoas, e estamos muito felizes com isso. O resultado? falta pouco para vocês saberem (risos) mas é importante escutar o disco todo para ser possível captar todas as idéias.”

Álvaro Faria, guitarrista da banda, complementa:

“Para mim, o M.M.S significa liberdade, não temos nenhum tipo de amarras vinculadas a estilos na hora de compor nossas músicas, procuramos inovar, buscando sempre uma sonoridade única… Acredito que tenhamos tido êxito neste aspecto, justamente pela ausências de barreiras, no final, a música sempre falará mais alto, não temos a menor preocupação em seguir caminhos pré-determinados, a mescla é profunda, procuramos misturar todos os sons, dos mais similares ao mais antagônicos, como por exemplo Hard Rock com Brutal Death Metal, ou ProgMetal com Black Metal, passando por Melódico, Doom, Goth, Industrial…O M.M.S é uma grande ”ode” ao Heavy Metal e é isto que seguimos.”

Recentemente o TELLUS TERROR anunciou os responsáveis pela mixagem, masterização e pela identidade visual de ‘EZ Life DV8’.

O sueco Fredrik Nordström, ao lado de seu parceiro Henrik Udd, cuidarão de músicas inundadas de camadas, algumas chegando a mais de 100 canais. Em seu estúdio Fredman (Suécia) já passaram gigantes como Dimmu Borgir, In Flames, At the Gates, Arch Enemy, Dark Tranquillity, Soilwork, Opeth, Sabaton, Rotting Christ, Septic Flesh, entre outras. O também sueco Pat Power (baterista do Dream Evil) e engenheiro de som do Dimmu Borgir, The Haunted, Firewind, Susperia, entre outros, cuidou dos ‘click corrections’ da bateria.

telluterror_ez_web

Já o responsável pela arte foi o grego Seth Siro Anton, um dos artistas mais premiados da atual cena metálica mundial, que já trabalhou com nomes como Nile, Paradise Lost, Moonspell, Kamelot, Soilwork, Job For A Cowboy, Exodus, Vader, Rotting Christ, entre outros.

O lançamento de ‘EZ Life DV8’ está previsto para o fim de maio.

Recentemente um teaser do material foi disponibilizado e pode ser conferido aqui:

Contato: tellusterror@tellusterror.com.br

Sites relacionados:
www.tellusterror.com.br
www.facebook.com/tellusterror
www.metalmedia.com.br/tellusterror