Notícia publicada quinta-feira, 06 de março de 2014

Falando de “Honor” o novo trabalho traz o Thrash Metal típico da banda, com a pegada Rock and Roll que vocês sempre possuíram. Porém, essa essência ‘rocker’ parece mais evidente neste trabalho. Isso foi um direcionamento a ser seguido ou fluiu naturalmente?
André: Acho que essa influência foi natural, mas é resultado de um amadurecimento que foi rolando ao longo dos anos e no nosso dia a dia. Eu e o Edson sempre gostamos muito de Stoner e Rock and Roll em geral e isso acaba se refletindo no som. Desde o primeiro trabalho pode-se ouvir essas influências. E concordo com você quando diz que esse trabalho traz isso mais à tona. Acho que achamos o equilíbrio entre esse lado Stoner que temos e que faz parte da nossa história, com o lado mais agressivo, trazido principalmente pelo Rafael Moreira, nosso vocalista.

Aliás, apesar do foco no Thrash Metal, as composições possuem influências de Black Sabbath e flerta até com o Stoner Metal. Isso mostra que o Panzer é uma banda que não impõe limites à sua música?
André: Quando uma coisa está soando natural e é feita com paixão, acredito que os limites passam a não fazer parte da nossa forma de compor. Se a música está soando ultra-agressiva, mas soa bem, ok. Se esta soando mais Rock And Roll e também nos agrada, beleza! Nada de errado nisso, e é assim que a gente monta o nosso som. Tem funcionado bem e os resultados nos agradaram bastante.

Leia a entrevista completa:
http://blogartemetal.blogspot.com.br/2014/01/entrevista.html

Contato para shows e merchandise: info@panzermetal.com.br

Sites Relacionados:
www.panzermetal.com.br
www.facebook.com/panzermetal
www.metalmedia.com.br/panzer